Filtrar Mensagens:

  

nº 441, publicada a 03 de Novembro de 2014

Quebrará Francisco os dogmas e com eles cerrará os pilares da igreja para que a sua queda se inicie.

Muito diferente vereis no Vaticano, coisas impensáveis, impossíveis e improváveis ás quais o Mundo ficará acordado e de boca aberta.

O questionamento e as dúvidas surgirão dos mais crentes que se sentirão abandonados pelas verdades que sustentam as suas crenças.

RECEBIDA: CL

30 de Maio de 2014

  

nº 442, publicada a 03 de Novembro de 2014

A fúria da natureza em Moçambique se fará sentir, sem que nada resista e se mantenha.

RECEBIDA: GF

14 de Março de 2014

  

nº 443, publicada a 03 de Novembro de 2014

Os solos do Mundo serão estéreis e nada conseguirão colher deles.

RECEBIDA: GF

03 de Junho de 2014

  

nº 444, publicada a 03 de Novembro de 2014

Tudo o que conheceis, tudo que tenhais, irá faltar e quererão voltar ao momento em que o tiveram e valor algum o souberam dar.

RECEBIDA: GF

03 de Junho de 2014

  

nº 445, publicada a 03 de Novembro de 2014

Várias costas serão completamente desoladas.

RECEBIDA: GF

03 de Junho de 2014

  

nº 446, publicada a 03 de Novembro de 2014

Roma sentirá o peso da ostentação e da luxúria.

RECEBIDA: GF

03 de Junho de 2014

  

nº 447, publicada a 03 de Novembro de 2014

Um caos desordeiro assolará a Europa e a cidade do imperialismo. organizam-se as forças dos que o corpo vestem, para o ataque à soberania dos países. a segurança parecerá em pleno e não controlará tudo aquilo que se prepara para vós.

Um amargo desgosto de destruição ecoará a viva voz, nos quatro cantos do Mundo que inerte padecerá à maldade, à crueldade e à falta de fé do homem

RECEBIDA: CL

06 de Junho de 2014

  

nº 448, publicada a 11 de Novembro de 2014

A jihad move-se na vossa sombra, morrereis aos mãos do inimigo pelos ensinamentos dos vossos.

RECEBIDA:CL

10 de Junho de 2014

  

nº 449, publicada a 11 de Novembro de 2014

Altas se elevarão as trevas em Innsbruk, a ceifa será grande e devassadora, no coração permanecera a dor e o rancor pela justiça do oposto.

RECEBIDA:CL

11 de Junho de 2014

  

nº 450, publicada a 11 de Novembro de 2014

Jamais o mundo se conhecerá a ele próprio, quando o homem mostrar toda a sua fúria nas nações já fustigadas pelo desespero, pela fome e pelos conflictos.

O conflicto final ganha ânimo e a caminho dos desassossegados se aproxima uma sombra ténue mas convicta da dor a causar, uma dor lamentada mas depressa esquecida, recordada apenas quando os vizinhos do mesmo padecerem sem que nenhum deles se compadeça.

Não enterreis a cabeça na areia que tudo está bem com os vossos pois depressa se apressam as tormentas e as trevas para perturbar aquilo que chamais paz.

RECEBIDA:CL

12 de Junho de 2014

  

nº 451, publicada a 11 de Novembro de 2014

Será grande a apreensão em Castel Gandolfo com a decisão do que de paz veste.

RECEBIDA:CL

14 de Junho de 2014

  

nº 452, publicada a 11 de Novembro de 2014

Bem perto da Europa se encontram os justiceiros do oposto em movimentos compassados e aguardando apenas a ordem final para amedrontar as nações já de si fragilizadas.

RECEBIDA:CL

15 de Junho de 2014

  

nº 453, publicada a 11 de Novembro de 2014

Em grande tumulto estarão os habitantes das nossas ilhas, quando a mãe natureza se mostrar em toda a sua essência.

RECEBIDA:CL

15 de Junho de 2014

  

nº 454, publicada a 11 de Novembro de 2014

Reina nas colónias uma paz provisória que dará lugar a novos focos de discórdia entre os povos e os invasores.

RECEBIDA:CL

15 de Junho de 2014

  

nº 455, publicada a 11 de Novembro de 2014

Faltará coragem do Ruanda para enfrentar os inimigos do bem que no calar do tempo mostrarão todo o desrespeito pela condição humana.

RECEBIDA:CL

18 de Junho de 2014

  

nº 456, publicada a 11 de Novembro de 2014

Conhecerá Espanha o princípio do fim do reinado, transmitido do homem ao homem num breve sopro de poder que o povo calará.

RECEBIDA:CL

18 de Junho de 2014

  

nº 457, publicada a 11 de Novembro de 2014

Grandes agonias se aproximam das terras da América do Sul.

RECEBIDA:CL

20 de Junho de 2014

  

nº 458, publicada a 11 de Novembro de 2014

Mudará o rumo da nação a decisão tomada no Eliseu.

RECEBIDA:CL

23 de Junho de 2014

  

nº 459, publicada a 11 de Novembro de 2014

Em verdade será conhecida a mensagem oculta do trono de Pedro.

RECEBIDA:CL

28 de Junho de 2014

  

nº 460, publicada a 11 de Novembro de 2014

A enfermidade se mostrará nas nações sem que o poder humano a consiga sanar, padecerão muitos filhos da terra à morte inesperada mas justiceira de um poder superior.

Amontoados uns sobre os outros assim tombarão sobre a terra. Será a mais temível das visões jamais alcançadas pelo ser humano enquanto pecador e sofredor de tudo que a sua essência construiu.

RECEBIDA:CL

29 de Junho de 2014