Filtrar Mensagens:

  

nº 61, publicada a 26 de Setembro de 2013

Muitos padecerão em Highlands quando um filho das trevas lhes retirar o seu bem mais precioso.

Muitos padecerão sem vida junto de um Mundo que os acolheu, as mães de coração destroçado chorarão os seus filhos queridos sem vida, poderem jazer, pois já não lhes pertencem.

Pedi por eles para atenuar a sua dor imensa.

RECEBIDA: CL

12 de Julho de 2013

  

nº 62, publicada a 26 de Setembro de 2013

A ameaça sobre a cidade onde o imperialismo impera estará de novo a tornar-se uma realidade dura e cruel que a muitos deixará desamparados de fé e de calor humano.

Nada aprenderam e de tudo fizeram para oprimir aqueles que pelas suas ideias e pelo seu fundamentalismo se tornarão uma ameaça a tudo que de ganancioso e material os povos têm o direito de ter.

Não tardará que as novas consequências se avizinham e se ponham a caminho para mais uma lição de simplicidade traduzida em perdas de entes queridos, muita dor e sofrimento tomarão conta de Nova York.

Não estão preparados e os outros sabem-no demasiado bem pelos que se deixaram agarrar por eles e não seguiram os desígnios do Pai.

Nada aprenderam, ainda estais a tempo, mas ele escasseia e a luz dificilmente consegue penetrar no escuro em que vos envolvestes.

RECEBIDA: CL

13 de Julho de 2013

  

nº 63, publicada a 03 de Outubro de 2013

Acentua-se o principio do fim do respeito pelas diferenças do próximo. Condena-se e tira-se a vida sem olhar nos olhos daqueles que ao nosso lado olham.

A ganância e a necessidade do poder consomem a alma daqueles que pelas trevas se deixarem corromper, andam perdidos num mundo sem limite para a dor e sofrimento, perdidos na escuridão sedentos de ganância e poder, não olham à diferença, esses caminham para a procura de uma igualdade tardia que muitos preferem esconder.

Não foi com esse propósito que o Criador quis que pautásseis a vossa vida mesmo assim contrariastes a sua vontade e pagareis com isso com a dor e o sofrimento dos vossos e vosso.

Choro por vós e oro para que mudeis a vossa atitude com o próximo, mas cada vez mais a indiferença lidera em vossos corações numa procura incessante do conforto materialista que em nada acalenta apenas ilude.

Ainda estais a tempo de mudar mas para alguns é tarde demais pois esses estarão a destruir tudo à sua volta arrastando a inocência e a essência do respeito para o abismo.

RECEBIDA: CL

16 de Julho de 2013

  

Em Cursonº 64, publicada a 03 de Outubro de 2013

Pedi por aquele que veste de paz, a sua vida corre grande perigo, pois junto de si está alojado aquele que pretende que tudo se destrua à sua passagem. Apelai ao Pai para que o poupe de um desígnio trágico e doloroso, com ele arrastará tudo o que o Pai não queria que defendesse mas que muitos o tentaram falhando sempre os desígnios do seu fundador.

Tempos de grande dor e sofrimento se avizinham para os povos, só alguns terão lugar naquela legião à muito perdida e com uma missão urgente e desprovida de maldade.

Jamais se devia deixar corromper afastando todo o mal à sua passagem e praticando o bem desprovido da ganância e do materialismo.

Poucas pedras restarão uma sobre as outras em equilíbrio, cabe aqueles que continuarão a semear o bem, construir e elevar de novo o muro da realidade e da liberdade à muito perdida.

O tempo restará apenas para praticar o bem e aluir as trevas.

O Mundo enquanto o conheceis em nada se irá assemelhar ao que de novo se prepara para surgir, estai preparados que muito poucos se salvarão da ganância do abismo de onde dificilmente conseguirão ser retirados e ali irão jazer até à eternidade.

RECEBIDA: CL

19 de Julho de 2013

  

nº 65, publicada a 07 de Outubro de 2013

Uma ameaça na Terra paira, temei aqueles que vestem o corpo pois deles virá o acender das espadas em tempos caladas pela voz mais forte.

Caminharão em direcção a vós pela calada da escuridão fazendo passar o que de bom vos parece acontecer, dormireis sobre o fio da espada para a levantar logo que o domínio e a queda das sete colinas se avizinhe.

A luta será desigual e muitos padecerão às suas mãos e aos som dos gritos daqueles que não escaparão aos seus desejos de imposição e vingança.

Uma luta sem tréguas e um mundo enfraquecido de fé não serão suficientes para que muitos tenham de morrer para que a fé prevaleça, mesmo na mais alta montanha em chamas as chagas não cessarão, apenas a viagem final só libertará de um inferno sangrento e desmedido.

Nada ficará igual ao que conheceis, durante muito tempo sucumbireis de joelhos sobre o altar.

Fortalecei-vos e não percais a fé nos vossos ideais, só assim amedrontareis a dor e o desejo dos vossos inimigos.

RECEBIDA: CL

21 de Julho de 2013

  

Concretizadonº 66, publicada a 07 de Outubro de 2013

Grandes tumultos se esperam ao largo das ilhas Fiji, as tempestades sem precedentes tudo levarão à sua frente num ensombrado e assustado movimento de descontrole, muitos padecerão à sua fúria sem que nada possa ser feito para os salvar.

RECEBIDA: CL

CONCRETIZADA:

EXPLICAÇÃO: 15/03/2015

Ciclone devasta as ilhas vanuatu (largo das Fiji), considerado como o pior já registrado.

link:

http://www.portugues.rfi.fr/mundo/20150314-pior-ciclone-ja-registrado-no-pacifico-devasta-ilhas-vanuatu-e-mata-ao-menos-8

24 de Julho de 2013

  

nº 67, publicada a 07 de Outubro de 2013

Muitos sucumbirão à força das águas que estão inquietas no Camboja, tudo assolarão à sua passagem não deixando pedra sobre pedra e muitos carregados de dor e sofrimento.

Nada podereis fazer pois sem aviso tudo será arrastado para longe, muitos padecerão inertes de vida e o choro dos entes queridos ecoará na mais alta montanha.

RECEBIDA: CL

24 de Julho de 2013

  

nº 68, publicada a 07 de Outubro de 2013

De joelhos sobre o livro sagrado o que veste de paz ora olhando o céu e pedindo que lhe digam o caminho a seguir.

Contra ele muitos se manifestam pedindo o seu perdão e proclamando a sua morte.

De longe caminham em direcção ao átrio dos pilares, cercados de medo mas convictos do acto a realizar, as espadas empunham translúcidas no fio da luz que por elas desce.

O sono é profundo e a escuridão tudo cobre num amontoado de trevas que se elevam.

Pouco podereis fazer para impedir que o silêncio domine o tempo esquecido em que tudo parecia belo e que o amor do irmão nada importava.

Sob os corredores frios e escuros jazem os combatentes trespassados pelo fio da espada, jazem inertes de vida mas convictos de que a justiça será feita pelas mãos de outros a quem o Criador não quis perturbar.

Carregareis a dor sentida das vidas que salvastes e empunhareis o amor e o perdão com o vosso coração.

RECEBIDA: CL

30 de Julho de 2013

  

nº 69, publicada a 07 de Outubro de 2013

No país onde o criador aponta as mãos ao céu a estabilidade fictícia dará lugar a uma revolta sem precedentes entre irmãos desunidos pela ganância e o poder apenas proclamado por alguns num pecado constante:

O chão parecerá inquieto numa revolta sem precedentes que muito arrastará sem que disso aqueles que partirão se apercebam das consequências dos seus actos. As águas acompanharão o movimento que delas arma fará para eliminar os que nada abonarão as nossas conquistas.

As terras outrora ao alto escorrerão encosta abaixo arrastando tudo à sua passagem num movimento desorganizado de tios e lagos no seu leito às mãos daqueles que imploram ajuda numa corrente rápida e sem destino num movimento desordenado.

Pedi por eles pois estão perdidos na falta de amor pelo o outro e enterrados num mar de angústia e desespero.

Não temais a ajuda ela será necessária para que alguns consigam elevar-se.

RECEBIDA: CL

31 de Julho de 2013

  

Em Cursonº 70, publicada a 07 de Outubro de 2013

Os ventos da morte rondam o Bangladesh onde a ceifa de vidas inocentes está eminente, as brisas arrastarão os corações de mães sedentas de saudade dos filhos que partem à mercê do rasto de destruição criado pelos seus actos desmedidos de falta de fé e amor pelo o próximo. O Céu contra eles se virará num breu escurecido de morte, o dizimar será uma corrente sem precedentes de um horror permanente e ineficaz de consolo.

Os corações das mães se elevam ao alto e o choro ecoará horizonte fora sem que se faça ouvir.

Nada podereis fazer, rezai muito por eles que tal como a vossa mãe saberão a dor da perda de um filho querido que a brisa arrastou.

RECEBIDA: CL

EM CURSO:

EXPLICAÇÃO: 20/03/2018

ROHINGYA a situação da minoria muçulmana que vive encurralada no norte de Myanmar, antiga Birmânia.

A perseguição, expulsão, massacre e limpeza étnica (classificado pela ONU) na Birmânia e fuga para o Bangaladesh.

https://www.tsf.pt/internacional/interior/rohingya-fugir-dos-homens-e-da-tempestada-8528029.html

31 de Julho de 2013

  

nº 71, publicada a 15 de Outubro de 2013

Grandes mudanças esperam na Argentina às ordens de Levignstone.

RECEBIDA: CL

22 de Junho de 2013

  

nº 72, publicada a 15 de Outubro de 2013

Um rio de sangue correrá em Cracóvia, um leito de morte ecoará ao longe na mais alta montanha num gemido desgarrado e sedento de dor.

Os rostos devassados das mães que perdem seus filhos não poderá ser visto no espelho da alma dos que as condenam.

A dor é imensa e o devassar dos que acreditam ser justo depressa se irá desvanecer ao longe no horizonte vermelho de dor num sol que se põe de manso embalando a dor dos que pela escuridão sucumbirão inertes de vida.

Cracóvia marcará uma etapa do tempo escondido e sedento de fé determinada, não haverá maior dor do que o coração devassado e trespassado de um povo oprimido e esquartejado de dor e perda.

RECEBIDA: CL

01 de Agosto de 2013

  

nº 73, publicada a 15 de Outubro de 2013

Sobre a cidade de Islamabad grande tumulto caminhará em direcção ao topo da montanha que os olhos elevam.

O chão estremecerá com os passos firmes e ruidosos dos cavalos que tudo assolarão com o fio da espada à sua passagem.

Inertes de vida os inocentes padecem estendidos sobre a terra num pecado que dele não fizeram parte.

Corpos esquartejados amontar-se-ão junto do túmulo daquele que o Pai juntou e ali irão jazer até à eternidade.

RECEBIDA: CL

02 de Agosto de 2013

  

Em Cursonº 74, publicada a 15 de Outubro de 2013

O ancião que possui a chave das sete colinas esmorece à passagem do tempo que muita dor e devassidão trarão aos seus desígnios, sobre ele imperam o sentimento de revolta por não ter conseguido fazer prevalecer os desígnio do Pai amigo.

Tudo se transformará no império onde os pilares se elevam de olhar aos céus e onde nada do que defendeu é posto em prática, não queirais que tudo mude agora, é tarde demais para que uma nova chave abra o coração dos inquietos, pecadores e corroídos.

As vestes corrompidas num rodar de sangue ali se alojam manchando o branco da pureza e da determinação.

Atendei, sofrei e orai porque o tempo urge num destino devassado de sangue, dor e solidão.

RECEBIDA: CL

EM CURSO:

EXPLICAÇÃO: 14/07/2016

A oposição clara e na maioria das vezes sem o ser, pela Cúria e em muitos outros sectores (informação, governos, países) sobre os desígnios do seu magistério, promovem um desgaste e cansaço em S.S. Francisco.

Os seus desejos e vontades não são objecto de cumprimento e ou aplicação, mas ainda muito lhe está adstrito em diversas situações.

02 de Agosto de 2013

  

nº 75, publicada a 15 de Outubro de 2013

As águas andarão inquietas no Paraguai num movimento revolto que tudo assolará à sua passagem, corpos inertes de vida jazem junto dos seus num tombar eminente de dor e perda.

O céu abrir-se-à numa nuvem de desespero que muita destruição criará no já indefeso corpo da terra.

Atendei e rezai muito pois a dor será imensa.

RECEBIDA: CL

02 de Agosto de 2013

  

nº 76, publicada a 28 de Outubro de 2013

Em breve as faces dos cruzados tomarão o rumo junto daquele que neles se apoia.

O tempo correrá longe onde o ontem é hoje e amanhã é daqui a pouco tempo.

A vida tomará o rumo sentido de fé num correr contra o tempo que urge.

RECEBIDA:CL

01 de Outubro de 2013

  

nº 77, publicada a 30 de Outubro de 2013

Grande desgraça se abaterá sobre aqueles que no interior da terra caminham sobre linhas.

Não haverá tempo de aviso sobre a morte eminente à muito programada.

Morrerão ás mãos dos que o corpo tapam num sofrimento sem precedentes mas numa vingança concedida e à muito programada.

Muitos padecerão inertes sem resistência e sem forma dos seus os conhecerem.

Orai por eles para que o Pai os eleve.

Recebida: CL

03 de Agosto de 2013

  

nº 78, publicada a 30 de Outubro de 2013

Grande desgraça se abaterá sobre Kesington, o céu se iluminará numa claridão evidente de morte.

RECEBIDA: CL

03 de Agosto de 2013

  

nº 79, publicada a 21 de Novembro de 2013

Atendei aos que em Santiago oram, pois a sua dor é imensa e jamais será calada pela oração que exibem.

A desgraça de novo sobre eles se abaterá num misto de dor e desespero, que e longe ecoará no horizonte.

Muitos corações serão de novo roubados sem que nada possais fazer.

Rezai por eles pois o seu fim não terminou, orai para que eles se consigam elevar num misto de fé e tormento.

RECEBIDA: CL

10 de Agosto de 2013

  

nº 80, publicada a 21 de Novembro de 2013

Grandes mudanças ocorrerão no País onde Che Guevara foi Rei.

O rompimento com o passado será evidente e a opressão será derrubada para sempre.

Muito sangue escorrerá nas veias dos guerreiros que porão um fim ao abismo que em muito padecem, a fé e ao amor pelo o próximo.

O povo sairá vitorioso numa trégua sem fim.

RECEBIDA: CL

10 de Agosto de 2013