Filtrar Mensagens:

  

nº 781, publicada a 17 de Dezembro de 2015

Não esquecerá o Mundo a lembrança da esperança que terá lugar quando Lockerbie se fizer sentir em terra a que o mar não pertence.

RECEBIDA: CL

16 de Outubro de 2015

  

nº 782, publicada a 05 de Janeiro de 2016

Entrelaçada pelos carris desavindos se encontrará a vossa nação, uma corda porá à prova os fieis, os crentes e a negação do pão.

No trilho correrá o povo em busca do perdido.

RECEBIDA: CL

21 de Outubro de 2015

  

nº 783, publicada a 05 de Janeiro de 2016

Temei quando as vozes do oposto não se entenderem na vossa nação.

RECEBIDA: CL

24 de Outubro de 2015

  

nº 784, publicada a 05 de Janeiro de 2016

Do oeste a norte da Cantábria conhecerá o homem a mensagem que aos cristãos atormentará.

RECEBIDA: CL

26 de Outubro de 2015

  

nº 785, publicada a 05 de Janeiro de 2016

Sem que o tempo se disponha e sem que o homem se lamente grandes tormentos e tormentas assolarão a nação de Portugal. O pão e a terra serão roubados pelo homem ao homem e pelos os tormentos do Mundo.

Bulirá o chão que o homem e o pão levará.

RECEBIDA: CL

26 de Outubro de 2015

  

nº 786, publicada a 05 de Janeiro de 2016

Atormentado estará o povo com o mando e desunido do poder que o oposto roubou, sem freio a nação a quem o Mundo estenderá a mão.

RECEBIDA: CL

26 de Outubro de 2015

  

nº 787, publicada a 05 de Janeiro de 2016

Da terra de Calecute virá a ameaça que deixará o Mundo amedrontado.

RECEBIDA: CL

31 de Outubro de 2015

  

nº 788, publicada a 05 de Janeiro de 2016

Tombado na barcaça estará o povo dos Restauradores até Belém.

RECEBIDA: CL

31 de Outubro de 2015

  

nº 789, publicada a 05 de Janeiro de 2016

Manifestarão as esfinges o poder o fim.

RECEBIDA: CL

31 de Outubro de 2015

  

nº 790, publicada a 05 de Janeiro de 2016

Novo timoneiro as rédeas de Timor tomará, debaixo da esperança estará o povo que em seu seio os acolherá.

RECEBIDA: CL

31 de Outubro de 2015

  

nº 791, publicada a 05 de Janeiro de 2016

Sentar-se-á no Sul o rei que ao Norte pertence, das duas fundirá uma com a demanda dos reinos sem rei.

RECEBIDA: CL

31 de Outubro de 2015

  

nº 792, publicada a 05 de Janeiro de 2016

Distribuídas serão as cartas que às províncias trarão o reinado em Espanha.

Porá o foral a inquietação dos que o desejo desejam mais mas sem nobre guerra lhes será dado.

RECEBIDA: CL

12 de Novembro de 2015

  

nº 793, publicada a 05 de Janeiro de 2016

Tombará o berço onde Pompeia reinou.

RECEBIDA: CL

17 de Novembro de 2015

  

nº 794, publicada a 05 de Janeiro de 2016

Das Astúrias partirá aquele cuja nação do berço reinará, perderá a paz a nação de Aragão e vazio ficará o trono.

RECEBIDA: CL

17 de Novembro de 2015

  

nº 795, publicada a 26 de Fevereiro de 2016

Beberá do cálice o sangue do cordeiro e Rei das sete colinas, unido com a trégua do bem, amontoará a sede do passado do realizado e não conquistado.

RECEBIDA: CL

28 de Novembro de 2015

  

nº 796, publicada a 26 de Fevereiro de 2016

Pôr-se-á o sol na Cantábria sem que a noite se mostre.

RECEBIDA: CL

28 de Novembro de 2015

  

nº 797, publicada a 26 de Fevereiro de 2016

Ao bater da hora certa, o ponteiro aponta o norte onde o de sul se fundirá com o tempo.

RECEBIDA: CL

04 de Dezembro de 2015

  

nº 798, publicada a 26 de Fevereiro de 2016

Tombará a nação de Portugal ao escrito e revelado sem que o tempo durma e a maré baixe.

RECEBIDA: CL

10 de Dezembro de 2015

  

nº 799, publicada a 26 de Fevereiro de 2016

Das Naus à Ribeira tomará a desgraça seu rumo de desespero e morte.

RECEBIDA: CL

11 de Dezembro de 2015

  

nº 800, publicada a 26 de Fevereiro de 2016

Abandonará sua casa a velha senhora, as teias tomarão as paredes e o rumo da união.

RECEBIDA: CL

11 de Dezembro de 2015