Filtrar Mensagens:

  

nº 81, publicada a 21 de Novembro de 2013

Em Nagasaki o sofrimento e a dor aparecerão de mãos dadas quando o céu se abrir num clarão de onde brotará a justiça.

Nada permanecerá à luz do que foi criado e muitos padecerão à dor que os arrastará para longe do caminho de fé.

Sucumbirão longe e desgastados pelo caminho percorrido.

Orai por eles para que caminhem em direcção à luz que ilumina e salva.

RECEBIDA: CL

11 de Agosto de 2013

  

nº 82, publicada a 21 de Novembro de 2013

Nasdaq colapsará.

RECEBIDA. CL

12 de Agosto de 2013

  

nº 83, publicada a 21 de Novembro de 2013

Grande agitação viverão as águas em Santiago do Chile, a nuvem que se formará no horizonte colapsará numa tempestade sem tréguas que muitos deixará sem tecto e ninguém para os socorrer.

O mar acompanhará de longe o murmúrio das águas irmãs num movimento soturno de dor.

Corpos permanecerão submersos numa procura incessante de mães que por eles choram com o coração agitado numa melodia de dor e sofrimento.

RECEBIDA: CL

12 de Agosto de 2013

  

nº 84, publicada a 16 de Janeiro de 2014

Nas terras da Eritreia um cavalo caminha num destino sem fim, uivando à sua passagem, pela mais longinqua das terras.

Ao longe ninguém o consegue ver e só alguns por ele passarão num movimento rápido de dor.

RECEBIDA: CL

12 de Agosto de 2013

  

nº 85, publicada a 16 de Janeiro de 2014

Muitas vidas serão ceifadas em Telavive num percurso sem rumo e sem destino.

Á sombra das árvores as mães chorarão os filhos, que perderam num conflito sangrento de fé.

RECEBIDA: CL

12 de Agosto de 2013

  

nº 86, publicada a 16 de Janeiro de 2014

O ressuscitar das armas na Bósnia está eminente, caladas num silencio obscuro que muitos fará padecer no seu amanhecer.

De longe ecoará o desespero dos que tombados sobre a terra nela jazerão inertes de vida num descontentamento sem precedentes.

Nada podereis fazer, são consequências da vossa fé sedenta dela própria e de sabedoria.

RECEBIDA: CL

12 de Agosto de 2013

  

nº 87, publicada a 16 de Janeiro de 2014

As tormentas tomarão conta dos Camarões numa luta sem precedentes e a fé não lidera, as trevas consumirão aqueles que vazios de espírito seguem de encontro ao abismo que se avizinha.

Muitos padecerão num intimo fim sem destino.

RECEBIDA: CL

13 de Agosto de 2013

  

nº 88, publicada a 16 de Janeiro de 2014

A China viverá a ausência de paz quando o chão tremer numa dança de cordialidade sem tréguas.

A devassidão será sentida ao longe e nada ficará inerte à sua passagem.

Muitos permanecerão aterrados pela dor e afundados numa terra que não os acolheu de olhos postos no Céu que jamais o conseguirão ver.

A destruição será imensa, bem como a fome que o leito que corre sem destino levará consigo.

RECEBIDA: CL

13 de Agosto de 2013

  

nº 89, publicada a 16 de Janeiro de 2014

A beleza em Madagáscar conhecerá o seu inicio do fim com o perturbar da sua paz.

O cantar dos pássaros e o esvoaçar ofegante marcarão o tempo do desespero que sobre eles se avizinha.

Não há tempo a perder, pois é tarde demais para os salvar do desespero que se lhes impõe.

RECEBIDA: CL

13 de Agosto de 2013

  

nº 90, publicada a 16 de Janeiro de 2014

A luz do farol mais longínquo chegará tarde demais para aqueles cujo mar levará num embalo de ondulação sem que a terra os aviste.

Corações quebrados em terra chorarão ao largo da ilha que desdobrada de dor verá os filhos partir num viagem sem retorno.

RECEBIDA: CL

13 de Agosto de 2013

  

nº 91, publicada a 16 de Janeiro de 2014

Atendei a Sidney onde os dois que caminham entre linhas chocarão num ruído ténue que deixará no horizonte a luz e a escuridão.

Muitos padecerão amarrados à vida num embalo triste de desalento pela dor da perda do semelhante.

A desgraça será intensa e muitos falarão dela como um acontecimento triste e despropositado.

RECEBIDA: CL

14 de Agosto de 2013

  

nº 92, publicada a 16 de Janeiro de 2014

Em terras de EZEQUIEL o rio transbordará num leito desmedido e sem rumo.

Arrastará consigo aqueles que o seu caminho cruzarem num bater de dor e desalento.

RECEBIDA: CL

14 de Agosto de 2013

  

nº 93, publicada a 12 de Fevereiro de 2014

Quando as armas nas mãos da justiça das trevas ceifarem vidas inocentes no Congo, o grito trespassado do coração será ouvido no mais longínquo dos lugares.

RECEBIDA: CL

14 de Agosto de 2013

  

Concretizadonº 94, publicada a 12 de Fevereiro de 2014

Não haverá mãos em Tunes que segurem a revolta da fé, o povo assolará os crentes numa perseguição sem tréguas.

Os corpos cerrarão fileiras num movimento inerte, as mães por eles chorarão num fio encantado de dor.

RECEBIDA: CL

CONCRETIZADO:

EXPLICAÇÃO: 19/03/2015

Atentado em Tunes promovido pelo o ISIS contra ocidentais (21 mortos/20 ocidentais)

LINK:

http://www.rtp.pt/noticias/index.php?article=813504&tm=7&layout=121&visual=49

15 de Agosto de 2013

  

nº 95, publicada a 12 de Fevereiro de 2014

Ao som do fio das catanas o Zimbabwe sucumbirá, os corpos serão separados num derrame sangrento de mal que o Mundo não conseguirá ver.

Muitos andarão perdidos pela Terra à procura da luz que nos seus olhos fundos de fé não conseguirão ver.

RECEBIDA: CL

15 de Agosto de 2013

  

nº 96, publicada a 12 de Fevereiro de 2014

Nada poderá reter as águas que na Holanda caminham pela mais estreita das fileiras num andamento compassado num silêncio de medo e destruição.

Nada deterá aqueles que à sua passagem tombam longe do local que os há-de acolher.

RECEBIDA: CL

15 de Agosto de 2013

  

nº 97, publicada a 12 de Fevereiro de 2014

O sul de França conhecerá a força da intempérie que sobre o céu rasgará o horizonte num calar impiedoso de tormentas.

Muito padecerão à força da natureza melancólica de sabedoria.

RECEBIDA: CL

15 de Agosto de 2013

  

nº 98, publicada a 12 de Fevereiro de 2014

Atendei a terras de Judá onde o criador será rei. Os mortos serão libertados num reino infinito de amor e paz.

RECEBIDA: CL

16 de Agosto de 2013

  

nº 99, publicada a 12 de Fevereiro de 2014

A Argélia conhecerá a força impiedosa do fogo inimigo que sem tréguas os fará caminhar para um abismo de dor e desespero.

Milhares padecerão ás mãos do inimigo numa culpa que não sua os acompanhará na longa jornada de busca pela luz.

RECEBIDA: CL

16 de Agosto de 2013

  

nº 100, publicada a 12 de Fevereiro de 2014

Em Singapura a tempestade não dará tréguas ás colheitas que brotam semeando a fome e o desespero no tempo.

RECEBIDA: CL

16 de Agosto de 2013