Filtrar Mensagens:

  

nº 1001, publicada a 24 de Outubro de 2017

Em chagas se abrirá a Terra em Timor. Incrédulo o povo pela dor que a fé guarda.

RECEBIDA: CL

19 de Outubro de 2017

  

nº 1002, publicada a 24 de Outubro de 2017

De longe caminha a desgraça que se abaterá sobre a vossa nação.

Novo tempo se imporá num infortúnio que a fé do homem porá a nu.

RECEBIDA: CL

19 de Outubro de 2017

  

nº 1003, publicada a 24 de Outubro de 2017

Traiçoeiro será o caminho na pequena linha que aos do norte e do sul da vossa nação atirará para a morte.

RECEBIDA: CL

19 de Outubro de 2017

  

nº 1004, publicada a 24 de Outubro de 2017

Abertas serão as feridas do conflito na Jugoslávia, soberana decisão sobreposta à razão.

RECEBIDA: CL

20 de Outubro de 2017

  

nº 1005, publicada a 30 de Outubro de 2017

Um leito de fogo brotará de S. André, correrá lento e destinado no fim que a Terra aguarda.

RECEBIDA: CL

21 de Outubro de 2017

  

nº 1006, publicada a 30 de Outubro de 2017

Grande perigo correrá a Europa pela união dos filhos do Norte que em tratado se porão à margem.

RECEBIDA: CL

22 de Outubro de 2017

  

nº 1007, publicada a 30 de Outubro de 2017

Governará Napoleão a nação de França porque assim o povo o incita.

RECEBIDA: CL

23 de Outubro de 2017

  

nº 1008, publicada a 30 de Outubro de 2017

Tormentos de poder passarão muitas nações da Europa, afogada em lágrimas a democracia e exaltada a ditadura.

RECEBIDA: CL

23 de Outubro de 2017

  

nº 1009, publicada a 30 de Outubro de 2017

Atormentado será a nação de África do Sul pela morte que as ceifas trarão em muitos lugares e ocasiões.

RECEBIDA: CL

23 de Outubro de 2017

  

nº 1010, publicada a 30 de Outubro de 2017

Em noite de desgraça cairá o poder na vossa nação.

RECEBIDA: CL

23 de Outubro de 2017

  

nº 1011, publicada a 30 de Outubro de 2017

Do céu cairá indefeso o perigo em Lisboa.

RECEBIDA: CL

23 de Outubro de 2017

  

nº 1012, publicada a 30 de Outubro de 2017

Padecerá Sidney à desgraça da chama que alta será.

RECEBIDA: CL

24 de Outubro de 2017

  

nº 1013, publicada a 30 de Outubro de 2017

Em choque ficará Amesterdão no dia em que o acreditar será posto à prova. Almas ceifadas e inertes padecerão à força do oposto.

RECEBIDA: CL

25 de Outubro de 2017

  

nº 1014, publicada a 30 de Outubro de 2017

Cairá o líder na Bolívia às mãos do inimigo.

Na rua, a fome e a revolta tomarão o país.

RECEBIDA: CL

25 de Outubro de 2017

  

nº 1015, publicada a 30 de Outubro de 2017

Mostrará no mar a China toda a sua imponência.

RECEBIDA: CL

26 de Outubro de 2017

  

nº 1016, publicada a 20 de Novembro de 2017

Nas terras onde Napoleão reina a queda do império está eminente.

Muitos caminharão em direcção ao Sena para nele se atirarem em busca de um dormir profundo.

O inimigo espreita a cada esquina e a cada passo a morte terá o seu lugar num vazio sem precedentes, muitos padecerão às mãos do inimigo obscuro de fé e sobre a escuridão atirado.

Não queirais o seu destino desprovido de fé que lhes é imposto.

Nada restará de tão vasto desespero. A batalha será dura e duradoura e pouco se poderá fazer para salvar os desprovidos de fé que partilharão o seu destino com a ganância.

RECEBIDA: CL

03 de Agosto de 2013

  

nº 1017, publicada a 20 de Novembro de 2017

O sol brilhará de forma diferente sobre Washington quando um raio de luz brilhante cruzar os céus.

Ao longe um som estridente será ouvido na mais alta colina onde jazerá o perigo.

Muitos padecerão sobre a sua passagem e nada ficará igual ao que foi criado.

A cegueira domina o olhar de muitos que longe observam com inocência o calor e o desespero dos que inertes de vida padecerão no chão ilesos da mais pura das almas passadas.

Grandes ruídos se elevarão no ar num infindável desafio de morte.

RECEBIDA: CL

03 de Agosto de 2013

  

nº 1018, publicada a 20 de Novembro de 2017

Grande desgraça se abaterá sobre aqueles que no interior da terra caminham sobre linhas.

Não haverá tempo de aviso sobre a morte eminente à muito programada.

Morrerão às mãos dos que o corpo tapam num sofrimento sem precedentes, numa vingança concedida e há muito programada.

Muitos padecerão inertes sem resistência e sem forma dos seus os conhecerem.

RECEBIDA: CL

03 de Agosto de 2013

  

nº 1019, publicada a 20 de Novembro de 2017

Hiroxima viverá de novo o terror à muito esquecido, tudo despertará num dia em que a luz parece brilhar mais alto.

Não haverá tempo para acudir aqueles cuja hora e missão a cumprir conhecerá o seu fim.

O negro dos corpos queimados deixará o odor ir até longe num desmedido pavor de morte.

Cruzados estarão os braços daqueles que trouxeram o anjo da morte numa vingança sem precedentes.

Nada restará, apenas o sofrimento atroz da perda do que não se conseguiu salvar.

RECEBIDA: CL

05 de Agosto de 2013

  

nº 1020, publicada a 20 de Novembro de 2017

A Nova Zelândia sucumbirá ao gigante que lhe deu origem. Grande parte da população será dizimada deixando apenas uma nuvem de cinza levantada nos céus. O som do uivo será sentido longe onde o eco será ouvido.

Muito pouco restará da beleza que um dia foi, muitos padecerão num ávido sinal de partida.

Nada podereis fazer, são os dias do fim.

RECEBIDA: CL

05 de Agosto de 2013