Mensagem da Mãe 

nº 25, publicada a 17 de Junho de 2011

Queridos filhos,

Hoje quero transmitir-vos a necessidade de irem ao encontro da vossa fé e coragem, permitindo assim o fortalecimento interior em vós, que vos permitirá serdes imunes ao inimigo que continuamente tudo faz e tenta vos fazer desanimar. Os seus ataques são tão astutos, que os vossos piores receios e medos acabam por se tornar realidade, criando em vós angústia, medo e rejeição levando-vos em casos à loucura e em outros à vossa perda física. Deveis mais do que nunca nesta hora sentirdes o amor que tudo combate e destrói, não permitindo que eles se cheguem a vós.

Filhinhos,

O mundo está em mudança, as vossas sociedades estão em mudança, até vós próprios estais em mudança, olhai em redor e reparai quanto tudo o que era já não é, sabei que duras e graves provas vos aguardam, a toda a humanidade, não haverá nação ou lugar que esteja a salvo, vereis horrores sobre a terra, porque o inimigo assim se dispôs. Contudo peço-vos que não temais, mais do que nunca a esperança é necessária, nunca o foi como agora o é, porque novos céus e nova terra será formada, e os filhos de Deus nela habitarão.

Confiai no Altíssimo, tudo ocorrerá conforme os seus desejos, ele já colocou o seu filho novamente entre vós, oferecendo novamente ao homem o cordeiro para estabelecer novo diálogo convosco.

Através dele emanará as suas vontades para as nações e povos, será ele o seu mensageiro, ouvi-o e escutai-o, atentai bem ás suas palavras, nele reside o Espírito Santo e ele vem cumprir com o que está escrito, este é pois o tempo do Espírito Santo.

Sofro com tudo quanto ireis passar, mas saibam que não estão sós, é tempo de retornardes para aquele que vos gerou.

Feliz daquele que soube ouvir e sábio é o que se deixa guiar pelo o seu coração.

Amo-vos meus filhos e em mim repousam os vossos corações, mesmo quando a vossa entrega não é sincera, assim percebeis que eu aceito todos os meus filhos por igual sem excepções.

Vila do Conde, 16 de Junho de 2011