nº 433, publicada a 03 de Novembro de 2014

Muito perto da paz se encontram os que o corpo vestem, para fazer a justiça do oposto e em todos os lugares proliferam com um oportunismo destinado.

Eles conquistarão os povos num desmedido medo e terror, de pouco vos valerá a protecção que tentais pois na sombra se mexem.

Julgai-vos seguros, mas não estais, imaginai o vosso Mundo coberto por uma fina lona aparente de segurança.

O oposto ganha força e com ele a desgraça dos inocentes .

RECEBIDA: CL

22 de Maio de 2014