nº 514, publicada a 26 de Fevereiro de 2015

A morte tomará a Terra, o deleite do oposto terá lugar quando as almas ceifadas tornarem ao seu lugar de destino. Tudo será dissipado pela vontade justiceira da renovação.

Conhecerá a Terra novo valor pleno de sentimento e renovado de triunfo de corações dignos de amor e cientes da vontade criadora acorrentados ao bem e de amarras presas ao fio que não pune nem ilude, mas harmoniza, respeita e cria.

RECEBIDA: CL

26 de Setembro de 2014