Filtrar Mensagens:

  

nº 761, publicada a 22 de Setembro de 2015

Grande será a surpresa da desgraça que a vossa nação abalará pelo visto nunca foi temido.

RECEBIDA: CL

30 de Agosto de 2015

  

nº 762, publicada a 22 de Setembro de 2015

New Orleans will end in Chicago.

"Nova Orleães findará em Chicago"

RECEBIDA: LC

31 de Agosto de 2015

  

nº 763, publicada a 19 de Outubro de 2015

Em grande perigo se encontram os vestígios do aviso na Cantábria.

RECEBIDA: CL

19 de Setembro de 2015

  

nº 764, publicada a 19 de Outubro de 2015

Incrédulo estará o Mundo à desgraça que os Balcãs terá lugar.

O povo a fome e a morte estarão a par.

RECEBIDA: CL

19 de Setembro de 2015

  

nº 765, publicada a 19 de Outubro de 2015

Roma cairá aos pés do império da lua.

RECEBIDA: CL

19 de Setembro de 2015

  

nº 766, publicada a 19 de Outubro de 2015

A sombra do passado colocará em mãos sem virtude o poder em Moçambique.

Á desgraça padecerá o povo e os que ao povo se juntaram.

RECEBIDA: CL

05 de Setembro de 2015

  

nº 767, publicada a 19 de Outubro de 2015

Pedirão o pão a mão e alento aqueles que pela Gare do Oriente os irão temer, longe da paz e perto do fim sonhado.

RECEBIDA: CL

05 de Setembro de 2015

  

nº 768, publicada a 19 de Outubro de 2015

Padecerá o líder em Cuba às mãos do inimigo conhecido, ao sucessor não sucederá e toda a herança será perdida.

RECEBIDA: CL

08 de Setembro de 2015

  

nº 769, publicada a 19 de Outubro de 2015

O inimigo comum a Cuba derrubará a Venezuela sem que o amparo de um ao outro se consiga realizar.

RECEBIDA: CL

08 de Setembro de 2015

  

nº 770, publicada a 19 de Outubro de 2015

Da vossa nação se aproxima o rei sem reino, o trigo sem pão e o sacrifício da misericórdia Cristã.

RECEBIDA: CL

08 de Setembro de 2015

  

nº 771, publicada a 19 de Outubro de 2015

Tomará Herodes a Palestina quando o quarto estiver aliado com a estrela do rumo.

RECEBIDA: CL

15 de Setembro de 2015

  

nº 772, publicada a 24 de Novembro de 2015

Ás portas do muro da velha senhora estará o Mundo que de longe trará a diferença alicerçada na morte e nos olhos que se cobrem.

RECEBIDA: CL

19 de Setembro de 2015

  

nº 773, publicada a 24 de Novembro de 2015

Jogadas na fé da diferença estarão os povos na Costa do Marfim.

A delicadeza dos actos do silêncio arrastarão a dor pela terra desconhecida.

RECEBIDA: CL

19 de Setembro de 2015

  

nº 774, publicada a 24 de Novembro de 2015

À luz da soberba do poder e da voz que longe terá de ecoar estará o líder da vossa nação, duro fardo será carregado e amontoado sobre o que existe.

A revolta do poder oculto mostrará o seu pecado quando a nação for desacreditada e perseguida pelo passado.

RECEBIDA: CL

19 de Setembro de 2015

  

nº 775, publicada a 24 de Novembro de 2015

De negro xaile se cobrirá a velha senhora, envergonhada em seu manto a luz não brotará e perto de si cobertos os filhos amedrontados e arrependidos das janelas que correram e para sempre se fecharam.

RECEBIDA: CL

19 de Setembro de 2015

  

nº 776, publicada a 24 de Novembro de 2015

A Europa perderá a sua identidade.

RECEBIDA: CL

22 de Setembro de 2015

  

nº 777, publicada a 24 de Novembro de 2015

Realizado será o acordo que a norte do Mar Egeu acordará a velha senhora para os filhos pródigos que a casa tornarão, pródigos ficarão outros que em casa alheia cearão.

RECEBIDA: CL

28 de Setembro de 2015

  

nº 778, publicada a 24 de Novembro de 2015

Abandonarão os netos da velha senhora o lar que apenas num lugar paz encontrarão, vazia ficará a casa sem que o reino seja criado e longe ecoará a dor de um mundo perdido em si próprio.

RECEBIDA: CL

07 de Outubro de 2015

  

nº 779, publicada a 24 de Novembro de 2015

Pronto estará o Czar quando o capitalismo o quiser dominar, com a conquista eminente do que a ninguém pertence, estará num desamparo de bem com a discórdia e o respeito do Mundo.

RECEBIDA: CL

09 de Outubro de 2015

  

nº 780, publicada a 17 de Dezembro de 2015

O raro e o desconhecido deixarão Cossourado caber nos olhos do Mundo, de longe caminhará o Rei que à igreja pertence, desacreditado será o conhecido e para sempre prezado pelo povo.

RECEBIDA: CL

11 de Outubro de 2015