Mensagem da Mãe 

nº 11, publicada a 19 de Abril de 2011

Queridos filhos,

No amor só existe a verdade.

No verdadeiro amor somente existe a pureza cristalina da vossa alma que é o reflexo do vosso coração.

Quando estão imbuídos do verdadeiro amor, percebeis que nada mais é importante do que se ser e participar para a complementaridade do todo, conforme a vontade de Deus.

Viveis o tempo da paixão do meu amado filho Jesus, recordai e senti dentro de vós a centelha do amor que ele foi portador e pelo qual foi sacrificado.

Em todos vós, a centelha desse amor existe, sempre existiu, somente está adormecida, porque preferis dar seguimento aquilo que os vossos olhos cobiçam e a vossa mente deturpa na plena convivência terrena.

Desta forma, a centelha primordial está entorpecida e apagada com imensos despojos sobrepostos.

Neste tempo, peço-vos que sintam e vivais o amor verdadeiro que o meu amado filho Jesus foi portador, aplicando, ensinando como um verdadeiro mestre.

Nesse tempo, tal como hoje, o homem era e é incapaz de sentir e exprimir a sua natureza divina, o "AMOR".

Jesus não morreu para remir os pecados do mundo, ele foi entregue e condenado pelos os homens por ensinar e aplicar o amor infinito sem condições a todos os seus irmãos, o seu sacrifico foi por amor, dando nova luz ao mundo.

Segui meus filhos o seu exemplo.

Amo-vos meus filhos e em mim repousam os vossos corações, mesmo quando a vossa entrega não é sincera, assim percebeis que eu aceito todos os meus filhos por igual sem excepções.

Vila do Conde, 19 de Abril de 2011