Mensagem da Mãe 

nº 9, publicada a 10 de Abril de 2011

Queridos filhos,

Eis os momentos dolorosos para vós. Eis os tempos em que muitos de vós sofrerão. Eis também os tempos do meu sofrimento, ao verificar que as minhas palavras não tiveram eco no coração de cada um.

Não julgueis que nos tempos que agora atravessais, somente o sofrimento vem para a humanidade, sempre o disse, que eu sofro por saber de tudo quanto ireis passar e o meu coração "chora" por tais momentos.

Contudo, meus filhos quero chamar cada um de vós para debaixo do meu manto protector, pois sob mim estareis a salvo e o medo não tomará conta de vós.

Somente o amor e a esperança serão sentimentos que permanecerão inteiros e verdadeiros em todos.

Aceitai a minha protecção e escutai as minhas palavras, resgatar-vos-ei nos momentos em que vos entregais a mim.

Tende fé e amor, pois hoje e agora serão os sentimentos mais necessários e prementes para os momentos que atravessareis.

É a minha terra, sois os meus filhos e como tal amo-vos e em mim repousam os vossos corações, mesmo quando a vossa entrega não é sincera, assim percebeis que eu aceito todos os meus filhos por igual sem excepções.

Vila do Conde, 10 de Abril de 2011