nº 171, publicada a 27 de Fevereiro de 2015

A desilusão é um coração que sangra de inutilidade que sente.

RECEBIDA: CL

20 de Outubro de 2014