nº 178, publicada a 27 de Fevereiro de 2015

De nada vale erguer as mãos ao céu senão for sentido com o coração.

RECEBIDA: CL

02 de Novembro de 2014